Que tester sou eu?

 Ler em Português      Read in English

Se você trabalha com testes há algum tempo, já percebeu que nós somos chamados de todo tipo de coisa. E não, não estou falando dos xingamentos dos desenvolvedores ou gerentes de projeto, mas sim de todos os nomes de cargo que inventaram pra essa área. Apenas alguns exemplos:
- Analista de Testes
- Engenheiro de QA (Quality Assurance)
- Automatizador
- Analista de QA
- Tester

Como eu vejo esses caras: 
Analista de Testes e Analista de QA
Uma pessoa que está mais focada em elaborar cenários. Precisa entender muito bem o negócio pra saber quando e onde pode dar problema. Utiliza muito a documentação do sistema e, quando ela não existe, o trabalho vira uma caça ao tesouro. Vai achar mais erros nos requisitos do que no sistema. Possivelmente um(a) analista de requisitos/negócios/sistemas frustrado.
REESCREVA todos os requisitos!
Engenheiro de QA e Automatizador
Uma pessoa mais técnica, não perde muito tempo com teste manual, o negócio dela é programar e rodar scripts. A vida dela é um teste de regressão. Os desenvolvedores não a consideram uma desenvolvedora e os analista de testes acham que ela traiu o movimento. Possivelmente um(a) programador(a) frustrado(a).
Eu sei TDD
Tester
Há um tempo atrás (não muito), chamávamos de tester (ou executor de testes) a pessoa que apenas executa os testes, ou seja, a pessoa era paga pra ler roteiro de testes e apertar botão. Ainda bem que hoje em dia raramente vejo uma vaga com essa função, mas vejo 2 possibilidades pra esse nome ainda ser tão comum:
1. É uma pessoa que faz de tudo, mas provavelmente ganha o salário de 1/2.
2. O RH não faz a mínima idéia de como chamar a pessoa que faz testes, falaram que era tester e a vaga foi colocada assim, o mais genérica possível.
Eu não tenho idéia do que estou fazendo
O que eu concluo com isso tudo:
Que se danem as nomenclaturas! Sério, não se preocupe com isso. A única coisa que você "tester" deve saber é:
- Elaborar planos, roteiros, estratégia, casos de teste, relatório de execução, aceite e outros 15 documentos que ninguém se importa e vão fazer você perder um tempão elaborando;
- Ter CTFL, CTAL, CBTS, QAI, CTEL e outras siglas que vão deixar sua assinatura enorme e seu currículo lindo, mas se alguém te perguntar na entrevista o que elas significam, você está ferrado!
- Ter 15 anos de experiência, curso superior, pós-graduação, mestrado, doutorado, inglês e espanhol fluentes mas não ter mais de 30 anos;
- Programar em Ruby, PHP, Java, Phyton, Javascript, C#, C++, Objective-C, Visual Basic, Perl, Go, Pascal, Brainfuck, e se souber Assembly será um diferencial;
- Ter experiência com TestNG, Cucumber, Selenium, RSpec, Gauge, Capybara, Appium, Loadrunner, etc. Mesmo que a empresa use só uma ferramenta, aprenda todas e use tudo ao mesmo tempo!
- Saber usar MySQL, Oracle, SQL Server, MongoDB, DB2, e o PostgreSQL. Todos! E, por favor, decore como fazer pelo menos um SELECT (nada de simples, com WHERE, ORDER BY e INNER JOIN, por favor!), INSERT, DELETE e um UPDATE em cada um deles. É muito importante que você não utilize o google pra lembrar como executar nenhum deles;
- Já ter usado Jira, Mantis, Bugzilla, Testlink, ALM e todas aquelas ferramentas que você não aguenta mais olhar pra tela;
- E, principalmente, estar preparado pra ser o culpado por todo o projeto atrasado. Se isso acontecer... 

PARABÉNS, você está fazendo seu trabalho! =)
Bugs
Bugs em todo o lugar

Nenhum comentário:

Postar um comentário